REDES SOL A SOL

REDES ARTESANAIS

CORTINAS

MANTAS

ACOLCHOADOS

ACESSÓRIOS


*Preços sob consulta

 
     
 
*Dossiê Cortinas
 
     
 
Tire suas dúvidas e defina a cortina certa para o seu caso.
 
     
 

1 – Numa parede com varias janelas, deve-se usar apenas uma cortina? Ou cada janela deve ter a sua?
R – Se o espaçamento entre elas, for menor que 0,30cm, aconselhamos uma única cortina, 0,50cm de espaço entre as aberturas já justificam peças individuais, porém as duas situações são possíveis. Quem optar pela primeira situação deve estar consciente que poderá ver manchas de sombras na peça durante o dia.

2 – Que modelo de cortina é adequado para janelas que abrem para fora e para dentro?
R – O ideal é deixar 0,30cm de varão a mais em cada lado da janela. Assim consegue-se acomodar o tecido quando as portas estão abertas. Rolos, persianas e cortinas romanas são opções para quem não dispõem de espaço nas laterais.

3 – Ambientes visualmente integrados, como sala de jantar e estar, devem ter cortinas iguais?
R – Nessa questão os especialistas concordam que as peças precisam se repetir, se não causam estranhamento. Porém, quem não quiser cortinas idênticas opta por diferenças sutis. “Uma é usar o mesmo tecido em modelos diferentes p/ex: um com pregas, o outro sem”, ou “um tecido liso, e outro xadrez com cores iguais”. Mais quem não estiver seguro melhor não arriscar.

4 – Quando usar forro e qual a sua função?
R – O forro protege a cortina nos locais onde bate muito sol, “os raios solares desgastam os tecidos”. O forro garante a durabilidade e a beleza dos materiais mais sensíveis, são muito usados em salas. Para dormitórios aconselhamos o uso do blackout que além de desempenhar as mesmas funções do forro elimina a claridade para quem quer dormir até mais tarde.

5 – Cortinas longas devem arrastar no chão?
R – Essa é uma decisão pessoal tecido sobrando suja, pode ser pisado e acaba rasgando. A maioria opta por usar cortinas que tocam levemente o piso “beijando o chão”. Porém, quem quer um ambiente mais clássico e até mesmo mais chic deve deixar que o tecido arraste. São suficientes 2cm ou 3cm a mais na altura.

6 – Em que situações é possível usar cortinas curtas que não vai até o chão?
R – Na opinião dos especialistas “cortinas devem ser longas sempre” defendem que é mais elegante. Porém, aconselhamos que deve-se usar cortinas de janelas (curtas para janelas) e cortinas de portas (longas para portas). Praticidade acima de tudo: acumula menos poeira e proporciona leveza ao ambiente.

 
 
 
*Detalhe do trançado em macramê
   
   
 
     
 
Os tecidos artesanais precisam de cuidados especiais tanto na hora da lavagem quanto na hora da secagem em cordas e varais. Devido se tratar de um tecido tramado manualmente eles devem ficar estendidos / posicionados nos varais de maneira mais plana, se possível, estendidos sobre vários cordões como sugerimos na foto. Alertamos que caso não sejam seguidas essas orientações os panos podem ficar comprometidos / deformados. Outra dica importante é salientar que nós damos manutenção e suporte as cortinas fabricadas por nós tanto na lavagem como na montagem e instalação das mesmas. Priorize sua lavagem conosco. Preço: consultar tabela.
 
 
 
CORTINAS    

    Atualmente as cortinas tem uma função muito mais importante do que simplesmente decorar um ambiente. Além de controlar a luminosidade natural elas protegem os móveis e utensílios domésticos dos raios solares e oferecem maior privacidade aos moradores da casa.
     Trocar as cortinas da casa pode ser tão revigorante quanto alterar os locais dos móveis.
    A prática é econômica e muito conhecida pelas mulheres. Nada como uma idéia versátil para conseguir um resultado satisfatório com pouco custo e trabalho. Coloque essa sugestão em prática e divirta-se.

 
Considerações gerais
Composição: 100% algodão - Tamanho: janela (par) – 1,80A X 3,20L Porta (par) – 2,30A X 3,20L - Cores:  lisas, degradês, multicoloridas - Padronagens: lisas, listradas ou com barrados - Modelos: com argolas, com atacas, com ilhoses, painéis ou acessórios de metal. Acabamentos: Básica, com macramês ou crochet.
Ref.: 0001
Ref.: 0002
Ref.: 0003
Ref.: 0004
       
Ref.: 0005
Ref.: 0006
Ref.: 0007
Ref.: 0008
       
Ref.: 0009
Ref.: 0010
Ref.: 0011
Ref.: 0012
       
Ref.: 0013
Ref.: 0014
Ref.: 0015
       
DICAS DE LAVAGEM: É recomendado não utilizar a máquina de lavar. O efeito centrífuga aumenta o atrito das peças entre si, ocasionando desbotamento e desgaste do tecido. No caso das redes, podem danificar as varandas e puir os punhos.

Não use sabão em pó ou em pedra, tradicionais. O uso desses produtos podem provocar manchas em peças c/ tingimento artesanal. Dê preferência a sabão neutro como o de coco ou o de lanolina.

Lave as peças de cores escuras ou com combinação de cores contrastantes com água em abundância, para garantir a eliminação de excesso de corantes que se despreendem naturalmente nas primeiras lavagens.

Não é aconselhável deixá-las de molho por tempo porlongado e recomenda-se extrair o máximo de água após o último enxágüe. Vale ressaltar que o sentido das listras após serem estendidas nos varais devem ficar na vertical para evitar a migração das cores mais escuras para as mais claras durante a secagem.

IMPORTANTE: Priorize a lavagem e manutenção de suas cortinas conosco.
 
DICAS DE COMO TIRAR MEDIDAS PARA CALCULAR O TAMANHO FINAL DAS CORTINAS.
 
 
1° caso
 
2° caso
Quando há paredes para as laterais direita e esquerda, para cima e para baixo das janelas.

Acrescenta 0,10cm para cima da janela.
Laterais: acrescenta 0,15cm para cada lateral direita e esquerda da janela.
Acrescenta 0,45cm, ou a gosto, para baixo da janela .
O tamanho do varal será a medida resultante entre a união dos 02 pontos marcados nas laterais (direita e esquerda).
A altura final da cortina será a medida resultante entre a união dos dois pontos marcados para cima e para baixo da janela.
Os suportes serão comuns e encaixados na própria parede que se encontra a janela.
 
Quando há parede apenas para 1 das laterais da janela.

Acrescenta 0,10cm para cima da janela.
Laterais: Neste caso a fita métrica será colocada na terminação da janela e estendida acrescentando 0,15cm para a lateral que tenha parede sobrando (direita ou esquerda).
Acrescenta 0,45cm, ou a gosto, para baixo da janela .
O tamanho do varal será a medida resultante entre a terminação da janela até os 0,15cm excedentes marcados na lateral que tenha parede sobrando.
A altura final da cortina será a medida resultante entre a união dos dois pontos marcados para cima e para baixo da janela.
Os suportes utilizados neste caso serão de 02 tipos diferentes. ½ roseta que será encaixado na parede da terminação da janela e ½ comum encaixado na parede em que se encontra instalada a janela.
   
 
3°Caso
 
4°Caso
Quando a janela toma todo, ou quase todo, o espaço da parede em que ela se encontra instalada, ou há no máximo 0,10cm entre o final da janela e a parede lateral.

Acrescenta 0,15cm para cima da janela.
Laterais: O tamanho do varal resultará na largura final da parede em que a janela está instalada.
Acrescenta 0,45cm, ou a gosto, para baixo da janela.
O Suporte adequado neste caso é o par de rosetas, instalada nas paredes laterais a da janela e um apoio no meio da parede em que se encontra a janela.
 

Calculando a quantidade de tecido de acordo com o tamanho da janela.

Largura do tercido: Para se obter a quantidade de tecido necessária para uma janela de 1,50MT de largura, deve-se, acrescentar 0,30cm a largura de janela e multiplicar por 2 x ½ Ex:  1,50mt + 0,30cm = 1,80mt x 2,50 = 4,50 mt.
Altura do tercido: Para se calcular a quantidade de tecido necessária para uma janela com 1,50 de altura, some a altura da janela com mais 0,25 para o Bandô e 0,65 para a barra ex: 1,50mt + 0,25cm + 0,65cm = 2,35mt.

Cortinas em parede inteira
A medida deve ser tirada do teto ao chão e de canto a canto. Na hora de marcar a barra, descontar o suporte ou o trilho.